Santa Catarina abre a colheita de maracujá na próxima quarta-feira em Sombrio – ACN

Na próxima quarta-feira, 20, um dia de campo na propriedade de Douglas Machado Nunes, em Sombrio, abre a colheita do maracujá em Santa Catarina. A expectativa do Estado é de colher cerca de 70 mil toneladas da fruta na safra 2023/2024. O evento será das 8h30 às 11h30 e as inscrições podem ser feitas gratuitamente nos escritórios municipais da Epagri.

Na oportunidade serão tratados três assuntos: nutrição e fertirrigação, tecnologia de aplicação, e produção de mudas de maracujá. Segundo o líder do projeto Fruticultura no Sul Catarinense, extensionista Diego Adílio Silva, os temas foram escolhidos para atender as demandas dos agricultores em aumentar o desempenho da cultura no campo.

“Uma planta bem nutrida e com o manejo da fetirrigação bem realizado leva à precocidade do pomar. Ao produzir frutas mais cedo, os produtores acessam preços mais interessantes no início da safra”, ressalta Diego. Com relação à pulverização e à aplicação de produtos fitossanitários, o extensionsita explica que a palestra visa sanar dúvidas sobre qualidade da água, pressão de trabalho, pontas de pulverização, dose, volume de calda, dentre outros.

Outro foco do trabalho de extensão rural da Epagri é a capacitação dos produtores para o acesso da política pública para o plantio de mudas seguras de maracujá, tema que será tratado na terceira palestra. “Temos que garantir a manutenção e melhoria das mudas produzidas, visto que elas são o principal insumo do pomar”, afirma Diego.

O evento é uma realização da Secretaria de Estado da Agricultura, Epagri, Cidasc e Prefeitura Municipal de Sombrio. Os apoiadores são o Sicoob Credija, a Cooperja, a Plantar Agropecuária e a Raix Sementes.

Maracujá em Santa Catarina

Foto: Divulgação/Epagri

Santa Catarina é o terceiro produtor de maracujá do Brasil, atrás do Ceará e da Bahia. A área cultivada está em torno de 2 mil hectares. O Sul Catarinense – onde está o município de Sombrio – responde por 90% da área plantada no Estado. A média de produtividade está em 35 toneladas por hectare. A colheita inicia em dezembro e segue até meados de julho.

O principal mercado para a fruta catarinense é a Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), mas ela também segue para redes de supermercados e centrais de distribuição de Porto Alegre, Rio de Janeiro, Brasília e Belo Horizonte.

Serviço

  • O quê: Abertura da colheita do maracujá em SC e IV Dia de Campo sobre a Cultura
  • Quando: 20 de dezembro de 2023, das 8h30 às 11h30
  • Onde: Propriedade Douglas Machado Nunes, Santa Fé, Sombrio/SC (colocar endereço)
  • Inscrições: Escritórios Municipais da Epagri
  • Mais informações e entrevistas: Diego Adílio da Silva, líder do projeto Fruticultura no Sul Catarinense. Fone/WhatsApp: (48) 3403-1094

Informações para a imprensa:
Isabela Schwengber
Fones: (48) 3665-5407 / 99167-3902

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *