Governador visita obra do MultiHospital que será instalado no antigo aeroporto de Florianópolis

Foto: Roberto Zacarias/Secom

A obra que vai abrigar o MultiHospital onde funcionava o antigo Aeroporto de Florianópolis recebeu a visita do governador Jorginho Mello e da secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto, nesta quinta-feira, 28. Eles foram recebidos pelo prefeito da capital, Topázio Neto, responsável pela reformulação do espaço que deve abrigar uma estrutura de atendimento de saúde à população.

“Vai atender com qualidade as pessoas de toda essa região aqui e o Estado claro que é parceiro e será parceiro aqui para ajudar a manter a qualidade de atendimento, aliviar os hospitais próximos, enfim as especialidades que aqui vão ter. As pessoas vão ter qualidade e rapidez no atendimento. E nós vamos estar juntos para fazer com que tudo aqui realmente funcione”, disse o governador Jorginho Mello.

O local vai ser o primeiro hospital municipal de Florianópolis e deve ter parceria com o Governo do Estado. A estimativa é de que sejam feitos mil atendimentos por dia e 500 cirurgias eletivas por mês. Serão procedimentos de baixa e média complexidade (como ortopédicas, de hérnia, vasectomia, entre outras), consultas especializadas e exames diagnósticos (endoscopia, colonoscopia, tomografia, por exemplo).

“Aqui também nós vamos fazer as cirurgias de hospital Dia que são cirurgias da área da oftalmologia, otorrino, cirurgias gerais de pequeno porte, com isso as salas de cirurgias dos nossos hospitais da Grande Florianópolis, poderão estar fazendo as cirurgias mais complexas. E o Estado vai, dentro da tabela Santa Catarina, financiar 100% dos procedimentos cirúrgicos que aqui forem realizados”, explicou a secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto.

O Complexo também vai contar com atendimento em saúde mental disponível 24 horas por dia inclusive com estrutura de internação; Centro Oftalmológico e Ótica Pública, além de uma Unidade de Pronto Atendimento.

“Essa visita para nós é muito importante e sei que o governador, pelo trabalho que ele tem feito pelo Estado inteiro, melhorando cada vez mais as questões de saúde, conhecer a nossa estrutura e ver ao vivo tudo que nós estamos construindo aqui, a possibilidade de a gente retirar das filas hospitalares cirurgias de baixa e média complexidade, de trazer pra uma estrutura como essa, a gente faz duas coisas: desafoga as filas dos hospitais do Governo do Estado e dá à população agilidade para fazer pequenas cirurgias. Então a ideia é que o governador conheça e possa continuar nos apoiando”, disse o prefeito Topázio Neto.

Atendimento à Mulher

O Governo do Estado também vai estar presente no espaço com a Polícia Civil em um local exclusivo de acolhimento e proteção integral para as mulheres e crianças de até 14 anos vítimas de violência. O centro foi idealizado pela prefeitura da Capital e a PCSC em parceria com organizações não governamentais e
especialistas em violência de gênero, com o objetivo de oferecer uma abordagem multidisciplinar para o atendimento às vítimas.

“Nós vamos ter a sala Lilás Sul, que é um braço da DPCami (Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) para fazer com que as vítimas que residem aqui ou que queiram acolhimento ou uma medida protetiva não precisem se deslocar até o bairro Trindade para ser atendida. Então é um trabalho diferenciado assim como ocorre no Norte da Ilha em que nós temos uma sala Lilás Norte”, afirma a diretora de Polícia Civil da Grande Florianópolis, Michele Correia Ribeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *