‘UTI aérea’ da PM ajuda criança com cardiopatia a fazer tratamento em Porto Alegre

A ação foi realizada na manhã desta segunda-feira (6) juntamente com uma aeronave da Força Aérea Brasileira e uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros do RS, que ajudaram no transporte da paciente na cidade de Santa Maria até o Instituto de Cardiologia, em Porto Alegre.

“Todos os salvamentos aqui são muito emotivos. Ninguém está aqui por dinheiro. É muito gratificante poder ajudar as pessoas dessa forma”, disse a capitão Fabiana Ajjar, médica do Comando de Aviação da PM.

A policial está em missão no sul desde o dia 2 de maio, quando desembarcou com enfermeiros e cães da PM em um avião King Air, colocado à disposição pela Secretaria da Segurança Pública de SP para apoiar o transporte das equipes.

Fabiana e sua equipe ficam acampados em Porto Alegre em uma base na Academia do Corpo de Bombeiros. Lá, tem todos os equipamentos, transportes e mantimentos que precisam para aguentar a rotina de salvamentos diários.

Desde a chegada do Águia 33, Fabiana já participou de sete remoções aeromédicas de pacientes. O helicóptero da PM funciona como uma “UTI aérea”, já que possui vários equipamentos hospitalares e até itens para realização de intervenções cirúrgicas.

A aeronave biturbina tem capacidade para até sete pessoas e é adequada para voar em locais em condições meteorológicas desfavoráveis, com muitas nuvens e chuvas, já que possui instrumento IFR com piloto automático.

No total, foram enviados três aeronaves e 55 policiais de São Paulo para prestar apoio humanitário ao estado gaúcho. Até domingo (6), mais de 800 pessoas foram resgatadas pelo trabalho das forças de segurança paulista.

Defesa Civil

A Defesa Civil de São Paulo enviou cinco equipes, somando 16 militares e um geólogo. Eles estão apoiando com a montagem de um centro logístico humanitário na cidade de Estrela, vistorias em pontos e estruturas que foram atingidas pelas cheias dos rios, além de poiarem com todos os trâmites legais necessários para decretação de estado de calamidade pública, já que o grupo possui especialistas neste quesito.

Somado a isso, estão montando um gabinete de crise nacional com todas as Defesas Civis do Brasil, que será chefiado pela Defesa Civil de São Paulo, por meio do seu coordenador, coronel Henguel Ricardo Pereira.

Fundo Social

O Fundo Social de São Paulo (FUSSP) e a Defesa Civil do Estado iniciaram neste domingo (5) uma campanha humanitária em prol das vítimas das recentes chuvas no Estado do Rio Grande do Sul. A ação do Governo de SP tem como objetivo arrecadar água potável, itens de higiene e limpeza para fornecer assistência às comunidades afetadas.

As doações devem ser entregues no depósito do Fundo Social, localizado na Avenida Marechal Mário Guedes, 301, no bairro do Jaguaré na Capital. Durante a semana, as doações poderão ser entregues das 8h às 17h no mesmo local. O transporte dos insumos para o Rio Grande do Sul será feito pelas companhias aéreas Gol e Azul que se voluntariaram para enviar as doações por meio aéreo, devido os diversos bloqueios nas estradas.

Os funcionários do FUSSP organizam o local de recebimento das doações, garantindo uma logística eficiente e ágil para o processo de coleta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *