Projeto Energia do Bem: Estado e Celesc, por meio da ANEEL, entregam eletrodomésticos para famílias atingidas pelas enchentes em Rio do Sul

Fotos: Roberto Zacarias/Secom

Iniciativa beneficia moradores em condição de vulnerabilidade social substituindo equipamentos antigos, como chuveiros, lâmpadas e refrigeradores, por modelos mais novos e econômicos

O programa “Energia do Bem”, que substitui eletrodomésticos como chuveiros, lâmpadas e refrigeradores antigos, chegou no Alto Vale do Itajaí para beneficiar famílias carentes afetadas pelas últimas enchentes na região. Neste sábado, dia 11, em Rio do Sul, o governador Jorginho Mello, o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, entre outras autoridades, lançaram o projeto e acompanharam a entrega de equipamentos para moradores.

Em sua sexta edição o “Energia do Bem” deve substituir 2 mil geladeiras, 6 mil chuveiros com trocador de calor e 18 mil lâmpadas LED. Ao todo, o projeto deve investir R$ 13 milhões. Só para Rio do Sul a iniciativa deve destinar R$ 4 milhões.

“Sabemos que muita gente perdeu tudo nas últimas enchentes. Um drama que infelizmente vem se repetindo há muitos anos. Por isso o Governo tem trabalhado muito em prevenção e na proteção das pessoas, um exemplo é o investimento que estamos anunciando na dragagem do rio Itajaí-Açu. E, claro, este investimento que estamos fazendo aqui, com essa entrega de equipamentos por meio da Celesc. Eletrodomésticos mais eficientes que irão ajudar as famílias a se reerguer”, destacou o governador Jorginho Mello.

O presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, ressaltou a importância do projeto. “O programa ‘Energia do Bem’ está promovendo não apenas a substituição desses eletrodomésticos por equipamentos mais eficientes, mas também levando esperança e conforto às famílias carentes do Alto Vale do Itajaí, especialmente após as recentes enchentes. É o Governo do Estado e a Celesc caminhando juntos para melhorar a qualidade de vida dessas comunidades”, frisou o presidente.

A substituição dos equipamentos é realizada de forma totalmente gratuita para o consumidor, e o recolhimento dos aparelhos ineficientes é obrigatório.

Esta iniciativa é conduzida no âmbito do Programa de Eficiência Energética (PEE), concebido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e implementado pela Celesc em sua área de concessão.

Como participar

Os consumidores potencialmente elegíveis para participar do projeto são pré-selecionados no município com base em informações provenientes do banco de dados da Celesc e das secretarias de assistência social locais. “Os clientes da Celesc receberão visitas da empresa contratada, que fornecerá todas as informações necessárias, dispensando a necessidade de iniciativa por parte do consumidor” destaca o gerente de Eficiência Energética da Celesc, Thiago Jeremias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *